Em entrevista, Delegado Resende critica contratação de Safadão por R$450 mil, ao invés de investir em segurança e iluminação

Em entrevista à Rádio Jornal 90.3, na manhã desta sexta-feira(16), o vereador delegado Resende (PP), falou a respeito dos diversos gastos realizados pela Prefeitura de Carpina, que não são prioridades na gestão, já que o prefeito vem reclamando em público por diversas vezes das dificuldades financeiras que vem afetando sua administração, mas por outro lado, permite práticas suspeitas e que não condiz com o que ele(prefeito) vem pregando. Sem crise, o então prefeito Manoel Botafogo (PDT), gastou para contratar o cantor Wesley Safadão, que custou aos cofres públicos a bagatela de R$450 mil. Pelo visto, a crise dos municípios passa longe da prefeitura de Carpina. Para o vereador oposicionista Dr. Antonio Resende, parte deste valor deveria ter sido gasto em segurança e iluminação. Pois o município hoje, passa por uma onda de violência muito grande, em todos os recantos do município, a população pede segurança, o índice de criminalidade está alarmante na cidade.  O vereador de Carpina, Delegado Resende, afirma em entrevista que é absurdo a prefeitura pagar quase meio milhão de reais por um show, enquanto o município passa por problemas, como falta de verba para iluminação e saneamento básico. “Carpina hoje não tem condições de fazer um show de R$450 mil, enquanto não pagar os professores, os aposentados e todo mundo que está devendo. O dinheiro não circula na cidade, não há um polo industrial aqui, e a cidade está sem trabalho, sem circulação de dinheiro , na escuridão e sem segurança. A gente só vê licitações faraônicas, lá em cima, a última agora de R$700 mil para comprar lâmpada e a cidade está na escuridão, outra licitação de R$7 milhões para o lixo e o lixo  todo acumulado na cidade. Agora vamos ter um show, ‘um dos shows’ no valor de R$450 mil. É um absurdo”, afirmou o delegado Antonio Resende. Delegado Resende enumerou os requerimentos, indicações e projetos aprovados pela Câmara, em especial, aqueles de sua autoria, em que solicita benefícios para todos os bairros e voltou a atacar a questão de iluminação e infraestrutura do município. Segundo ele, todos os requerimentos que colocou e foram aprovados pela Câmara de Vereadores, não são cumpridos pelo prefeito.

Deixe uma resposta