Com 125 anos, índia acreana é a mulher mais velha do mundo

idia

A índia acreana Maria Lucimar Pereira é a mulher mais velha do mundo. Nascida no dia 3 de setembro de 1890, a longeva senhora, que foi batizada na medicina tradicional da floresta, tem 125 anos de idade. De acordo com parentes, Lucimar é viúva, teve 10 filhos (apenas três vivos) e 22 netos. Apesar de conhecer a “língua do branco”, ela se expressa na língua Hã Txá Kui, troco linguístico Pano. “A dona Lucimar simboliza a resistência”, assim concebe o coordenador do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), Lindomar Padilha.
A matriarca pertence ao povo Huni Kui (Kaxinawá) e vive na aldeia Henê Nixia Namakia (terra indígena do Médio Enviara), localizada no antigo Seringal Curralinho, em Feijó. Segundo um de seus sobrinhos, Edvaldo Domingos Huni Kui, ela é bem lúcida, cria galinhas, vai para o roçado, carrega baldes d’água, mas é tímida. Lucimar foi vítima da colonização seringalista conhecida como ‘Correria’, que consistia em capturar índios à força para eles extraírem borracha.
O XIII evento cultural da nação Huni Kui, que acontece entre 1º a 3 de setembro, vai comemorar, entre outras atividades, os 125 anos da anciã. “O seu nome verdadeiro é Parã Banu Bake Huni Kui”, destaca o neto Niwawá, que quer fortalecer as práticas tradicionais das comunidades de seu povo. Na aldeia, que ainda não teve suas terras demarcadas, vivem 32 famílias e 160 índios.
perto-de-completar-125-anos-india-acreana-e-a-mulher-mais-velha-do-mundo540x304_84602aicitono_19m5c9a4elsghm1jqa156lqkdc perto-de-completar-125-anos-india-acreana-e-a-mulher-mais-velha-do-mundo940x529_84602aicitono_19m5c9a4e106e1mme1gj0hv0ltqe perto-de-completar-125-anos-india-acreana-e-a-mulher-mais-velha-do-mundo940x529_84602aicitono_19m5c9a4evs76e01csldc91a25d
  1. que linda,adoro o povo indigena…tenho sangue de indio…..sou decendente de uma tribo extinta pelos coroneis da borracha.meu bizavo foi capiturado com dois anos a laço,e foi o ultimo de seu povo, POVO CANAMA…como gostaria de saber mais sobre eles

Deixe uma resposta